22°
Máx
14°
Min

BB Seguridade: lucro líquido ajustado vai a R$ 3,9 bi, alta de 22,4%

A BB Seguridade, holding que controla os negócios de seguros do Banco do Brasil, fechou 2015 com lucro líquido ajustado, que desconsidera efeitos extraordinários, de R$ 3,94 bilhões, 22,4% maior que em 2014, quando apurou R$ 3,22 bilhões.

Em informe de resultados, a seguradora justifica a variação pelo crescimento de R$ 358,4 milhões do resultado operacional não decorrente de juros combinado, líquido; e também pela evolução de R$ 364,0 milhões do resultado financeiro combinado líquido, tanto pela expansão do volume médio de ativos rentáveis como por uma maior taxa média, com a alta da Selic e por instrumentos financeiros vinculados a inflação.

Considerando eventos não recorrentes, o lucro líquido contábil da BB Seguridade foi de R$ 4,207 bilhões, 21,7% acima do ano anterior.

No quarto trimestre de 2015, o lucro líquido ajustado ficou em R$ 1,013 bilhão, crescimento de 11,9% em relação ao mesmo período de 2014.

A seguradora explica que tanto o ano quanto o quarto trimestre foram impactados pela elevação de 15% para 20% da alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), que afetou as companhias coligadas da BB Seguridade a partir de setembro, e do restabelecimento das alíquotas de 0,65% e 4% de PIS/PASEP e Cofins, incidentes sobre receitas financeiras de BB Seguridade Participações, BB Seguros Participações, BB Cor Participações, BB Mapfre SH1 Participações e Mapfre BB SH2 Participações, a partir de 1º de julho de 2015.

O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio foi de 66,0% no quarto trimestre, estável ante um ano.

Guidance

Em 2015, o lucro líquido da BB Seguridade ficou no topo do intervalo de estimativas (guidance) para o ano, que era entre R$ 3,6 bilhões a R$ 3,9 bilhões. Para 2016, a empresa projeta crescimento do lucro líquido ajustado de 8 a 12%.

Dividendos

O conselho de administração da BB Seguridade aprovou a distribuição de R$ 1,634 bilhão em dividendos, o que corresponde a 80% do resultado líquido apurado no segundo semestre de 2015.

O valor total equivale a R$ 0,81863 por ação. Ao atualizar até esta segunda-feira, 22, corresponde a R$ 0,83338.

Os dividendos terão como base a posição acionária de terça-feira, 23, sendo negociadas como ex-dividendos a partir de quarta-feira, 24. O pagamento será realizado no dia 7 de março.