20°
Máx
14°
Min

BC da Suíça decide manter política monetária

O Banco Central da Suíça manteve a política monetária nesta quinta-feira e reiterou sua advertência de que o franco suíço está significativamente sobrevalorizado. A instituição manteve a taxa de depósito em -0,75%, como amplamente esperado pelos economistas.

A decisão é tomada no momento em que o franco, considerado uma moeda de segurança em momentos de estresse global, enfrenta nova pressão de alta. A expectativa do mercado financeiro era de que o Federal Reserve, o banco central norte-americano, fosse cauteloso no aperto gradual da política monetária, dias antes de um plebiscito no dia 23 Reino Unido sobre se o país continua ou deixa a União Europeia. Como esperado, o Fed manteve a política monetária ontem. A incerteza sobre essa votação no Reino Unido, porém, levou a uma maior busca pela segurança do franco suíço.

O presidente do BC suíço, Thomas Jordan, disse que os formuladores da política de seu país acompanham com atenção os fatos no Reino Unido e responderão a eles, se necessário. A força do franco complica os esforços para impulsionar a inflação, já que a Suíça é um país que depende das exportações e por isso a economia local é sensível a mudanças cambiais, particularmente em relação ao franco ante o euro. O franco avançou cerca de 10% ante o euro desde que o BC suíço abandonou, em janeiro de 2015, uma cotação fixa ante o euro que vigorou durante três anos. Fonte: Dow Jones Newswires.