22°
Máx
17°
Min

Bendine não participa de cerimônia de transferência de comando da Petrobras

Presidente da Petrobras de fevereiro de 2015 até esta semana, durante o governo da presidente da República afastada Dilma Rousseff, Aldemir Bendine não participa da cerimônia de transferência do comando para Pedro Parente, indicado pelo presidente em exercício, Michel Temer. No lugar de Bendine está o diretor Hugo Repsold, que ocupa a presidência da Petrobras interinamente.

A cerimônia de posse de Parente começou na manhã desta quinta-feira, 2, e conta com a presença de executivos do setor e da empresa. Participam da solenidade, além de Parente e Repsold, o presidente do conselho de administração, Nelson Guedes, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, e o governador do Rio de Janeiro em exercício, Francisco Dornelles. Na plateia, está Maria Silvia Bastos, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

"Presidente Bendine fez a parte mais difícil da tarefa. A companhia não tinha balanço e passava por crise financeira. Ele e a sua diretoria foram capazes de superar aquele momento. Não hesito em parabenizá-lo", afirmou Guedes. Primeiro a se pronunciar durante a posse, ele destacou também a reestruturação interna promovida por Bendine.

"Um dos maiores avanços dessa gestão, e já temos o aval de Parente para dar continuidade, foi na governança corporativa. A meta é estender às mais de 200 empresas do sistema Petrobras, onde quer que esteja", afirmou Guedes, que em seguida elogiou Parente, dizendo que o mandato de Parente se inicia "com chave de ouro".