23°
Máx
12°
Min

Biolabore e parceiros fomentam agricultura familiar de São José das Palmeiras e Diamante do Oeste

Foto: Assessoria de imprensa - Biolabore e parceiros fomentam agricultura familiar
Foto: Assessoria de imprensa

Os produtores da agricultura familiar de São José das Palmeiras e Diamante do Oeste poderão comercializar seus produtos e alcançar mais renda para garantir o sustento de suas famílias e principalmente qualidade de vida. 

Isso tudo é possível através de um trabalho técnico realizado pela Biolabore Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná que através de seus profissionais, identificou produtores desses municípios com capacidade de produção, mas que não conseguiam comercializar o cultivo.

Numa parceria firmada entre a Cooperativa da Agricultura Familiar e Solidária do Oeste do Paraná (Coafaso), Itaipu Binacional por meio do programa Cultivando Água Boa e Governo Federal por meio das chamadas públicas de agroecologia levou-se a oportunidade a esses produtores de ambas as cidades informações sobre como comercializar seus produtos diretamente (alimentos in natura e processados) no Ceasa de Foz do Iguaçu, Programas de Aquisição de Alimentos (PAA, PNAE) e demais meios prestadores de serviços e comércio como: hotéis, restaurantes, supermercados, feiras, com a finalidade de abastecer esses mercados e oportunizar ou facilitar a comercialização.

Na última quarta-feira (6) reuniões aconteceram na Câmara de Vereadores de cada município envolvendo produtores, presidente da Coafaso, Bladimir Lazzarini, técnicos da Biolabore e representantes da Itaipu Binacional. A comercialização poderá ser feita através da Rede de Cooperativas da Agricultura Familiar do Oeste do Paraná.

De acordo com Bladimir Lazzarini, foi apresentada as oportunidades de comercialização dos produtos através de uma parceria entre a Coafaso e o Sindicato dos Hotéis de Foz do Iguaçu. 

“A iniciativa da Biolabore em articular essas reuniões foi fundamental para o fortalecimento da agricultura familiar nesses municípios. Muitos desses trabalhadores estavam parados por não ter espaço para comercializarem”, reforça o presidente.

Uma próxima reunião está agendada para acontecer na próxima quarta-feira (13) às 13h30min na Câmara de Vereadores de Diamante do Oeste e de São José das Palmeiras. Esse momento servirá para identificar quais os produtores que se interessam na comercialização dos produtos através da Rede de Cooperativas.

Parceria

Todo esse trabalho é desenvolvido e fomentado pela Biolabore que através da estratégia conjunta entre dois projetos comuns nos municípios em destaque, busca fomentar ações que beneficiem o agricultor familiar, tendo foco em sistemas orgânicos e agroecológicos de produção.

No programa de Desenvolvimento Rural Sustentável (DRS) da Itaipu Binacional através do Programa Cultivando Água Boa, a Biolabore atende os municípios da Bacia Paraná III.  São 18 profissionais de campo e um coordenador. 

São mais 700 agricultores atendidos, projeto este desenvolvido pela Biolabore desde 2008. Com o lote 12, contrato do Projeto de Assistência Técnica e Extensão Rural em Agroecologia do Governo Federal, a Biolabore atende os municípios da região Oeste com sete profissionais a campo, um coordenador e um assessor. 

São 700 agricultores. O foco é assistência técnica e extensão rural em agroecologia e o projeto está em andamento há cerca de um ano e oito meses com atividades individuais e coletivas. Os municípios de São José das Palmeiras e Diamante do Oeste estão inclusos nesses trabalhos.  

A parceria orienta no curto, médio e longo prazo, de consolidação ou construção, junto aos agricultores familiares, do manejo de cultivos mais sustentáveis através de praticas agroecológicas.

Para o coordenador dos trabalhos do lote 12, Daniel Mol, a expectativa do projeto em ambos os municípios é estimular, principalmente a produção de frutas. 

“Devido à região ter uma topografia mais acidentada, pequenas propriedades, boa quantidade de mão de obras e todas essas características são fundamentais para o desenvolvimento da atividade”, conta Mol.

O engenheiro agrônomo da Biolabore no programa DRS da Itaipu Binacional, Edvan Nilson de Almeida, que presta assistência técnica e extensão rural para os trabalhadores conta que as ações envolvem 42 famílias, 23 de Diamante do Oeste e 19 em São José das Palmeiras. 

“Nosso principal objetivo é fomentar o comércio desses produtos para que o agricultor familiar tenha renda e possa fomentar cada vez mais seu empreendimento agrícola”, comenta o técnico.

Biolabore 

A Biolabore, Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná está localizada no Centro Avançado de Pesquisas (CAP) de Santa Helena na Rodovia 497, Linha Novo Paraíso, Santa Helena/ PR. 

Atualmente possuí 68 cooperados um grupo multidisciplinar de engenheiros agrônomos, agrícolas e ambientais, zootecnistas, médico veterinário, biólogos, filósofo, teólogo, administradores, turismólogo, geógrafo, sociólogo e técnicos agropecuários e agrícolas, engenheira química, engenheiro ambiental, economista, e advogado com formações de nível técnico, superior, pós-graduados, mestres e doutores. 

Tem como missão fornecer serviços técnicos especializados e produtos para o desenvolvimento sustentável e uma visão de ser referência na elaboração e atuação em projetos sustentáveis no Brasil. Atualmente são mais de 1800 agricultores assistidos em 54 municípios.

Colaboração: Assessoria de imprensa