24°
Máx
17°
Min

BM&FBovespa deve finalizar compra de fatias minoritárias na AL até fim do ano

A BM&FBovespa deve finalizar até o final deste ano a compra de fatias minoritárias em bolsas na América Latina, de acordo com o diretor presidente da companhia Edemir Pinto. "A bolsa tem um projeto de internacionalização que segue em curso normal mesmo após o anúncio da fusão com a Cetip", explicou ele, em conversa com a imprensa, na manhã desta segunda-feira, 11.

Na semana passada, a BM&FBovespa anunciou a aquisição de fatia minoritária, de 4,1%, na bolsa do México por R$ 136 milhões no âmbito do seu projeto de internacionalização pela América Latina. Antes, já havia comprado uma fatia na bolsa chilena, onde tem participação de 8% do capital, mas tem ainda a meta de chegar em 10%.

A intenção da bolsa é ter fatia em cinco bolsas da América Latina até o limite permitido pela regulação local, que varia entre 5% e 15%. Além do Chile e México, faz parte dos planos a aquisição de fatias das bolsas de Peru, Colômbia e Argentina.

Dentre as cinco, a Bolsa do México é a que possui o maior volume. A BM&FBovespa tomou a decisão em seguir com seu projeto de internacionalização na América Latina em junho de 2014, momento em que dois bancos de investimento foram contratados.