28°
Máx
17°
Min

BoE tolerará inflação acima da meta para apoiar emprego no Reino Unido

O presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Mark Carney, afirmou nesta sexta-feira que o banco central está preparado para tolerar que a inflação passe um pouco da meta, com a intenção de evitar que o desemprego sofra uma forte alta no Reino Unido.

Durante evento do BoE em Birmingham, na Inglaterra, Carney disse que a incerteza sobre os vínculos futuros entre o país e a União Europeia pesam sobre o crescimento. Embora dados recentes tenham saído melhores que o esperado, o desempenho em geral da economia está conforme o esperado pelo banco central, disse ele.

O BoE cortou a taxa de juros em agosto para 0,25% como parte de um pacote de medidas para proteger a economia do surpreendente resultado pela saída do país da UE, em votação popular no fim de junho.

"Nós tomamos a decisão de que é melhor não ter mais 400 mil ou 500 mil pessoas desempregadas para atingir a meta de inflação novamente em dois anos", disse Carney. Em vez disso, o BoE espera que a inflação anual fique acima da meta de 2% antes de retornar mais adiante para esse patamar.

Carney acrescentou que o Reino Unido passa por um período de "grande ajuste" após a votação pelo "Brexit". Um recente recuo na libra ajuda nesse ajuste, que de outra maneira seria sentido com atividade menor ou maior desemprego, segundo ele. Fonte: Dow Jones Newswires.