20°
Máx
14°
Min

Bolsas da Europa fecham em alta com bancos e setor de energia

As bolsas europeias fecharam em alta nesta quarta-feira, 21, beneficiadas pela alta do setor financeiro em geral, após a decisão de política monetária do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês). Além disso, papéis do setor de energia foram beneficiados pela alta do petróleo, após os EUA registrarem uma queda em seus estoques semanais da commodity.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,51% (1,73 ponto), em 342,73 pontos. O setor financeiro se destacou em geral, após o BoJ anunciar a introdução de uma meta de zero para o juro do bônus de 10 anos do governo do Japão. Alguns no mercado temiam que o banco central pudesse cortar mais os juros, o que seria negativo para os bancos, mas isso não ocorreu, o que trouxe alívio para as ações dessas companhias.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 subiu 0,06%, para 6.834,77 pontos. No setor bancário, Barclays subiu 3,09% e Lloyds avançou 1,17%, porém Royal Bank of Scotland recuou 0,27% após a divulgação de notícias de que o Santander estaria desistindo de comprar agências do RBS. No setor de energia, a mineradora Anglo American teve alta de 3,63%, Glencore subiu 0,05% e a Antofagasta avançou 0,69%, enquanto a petroleira BP ganhou 0,08%.

Em Frankfurt, o índice DAX avançou 0,41%, chegando a 10.436,49 pontos. Entre as ações em foco, Deutsche Telekom subiu 2%, após a Microsoft dizer que seu serviço em nuvem Azure oferecido em parceria com a companhia alemã estava em geral disponível na Alemanha. Rocket Internet subiu 3,1%, antes da divulgação de seu balanço na quinta-feira. Entre os bancos, Commerzbank avançou 3,31% e Deutsche Bank subiu 0,18%.

Na Bolsa de Paris, o CAC-40 fechou com ganhos de 0,48%, em 4.409,55 pontos. O papel do Crédit Agricole subiu 2,93% e o do BNP Paribas teve alta de 2,86%, enquanto a petroleira Total ganhou 0,16%.

O índice FTSE-MIB, da Bolsa de Milão, subiu 0,88%, para 16.349,82 pontos. No setor bancário, UniCredit subiu 3,63%, Intesa Sanpaolo teve alta de 1,39% e Banca Popolare di Milano avançou 4,26%. No setor de energia, Eni subiu 0,32%.

Em Madri, o Ibex-35 avançou 0,83%, para 8.758,50 pontos. A ação do Banco Popular Español subiu 9,12% e a do Santander avançou 3,17%, enquanto BBVA teve alta de 2,87%.

Na Bolsa de Lisboa, o índice PSI-20 subiu 0,25%, para 4.549,93 pontos. Banco Comercial Português subiu 0,65% e EDP Renováveis avançou 1,31%.