26°
Máx
19°
Min

Bolsas da Europa fecham em alta, puxadas por bancos e à espera da ata do Fed

As principais praças europeias fecharam em alta nesta quarta-feira, 18, beneficiadas por uma alta nas ações do setor financeiro, e à espera da divulgação da ata do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), que sai mais tarde. O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,85%, aos 337,58 pontos.

A exceção ficou com a bolsa de Londres, onde um mal desempenho das ações das mineradoras, na esteira da queda dos preços do cobre e de outros metais básicos. Os papéis Anglo American lideraram as perdas com recuo de 3,59%, seguido de Rio Tinto (-1,99%) e Glencore (-2,60%).

No entanto, as quedas foram limitadas pelo bom desempenho do setor financeiro em todo o continente, que foi impulsionado pela perspectiva de que a ata do Fed possa sinalizar chances maiores de um aperto monetário nos Estados Unidos. No contexto local, também ajudou a divulgação de uma pesquisa que mostrou apoio significativo à permanência do Reino Unido na União Europeia na votação popular de 23 de junho.

Esses fatores levaram o Royal Bank of Scotland fechar em alta de 4,29, enquanto o Lloyds subiu 3,30% e o Barclays, +3,74%. No fim, o índice FTSE-100 fechou em queda marginal de 0,03%, aos 6.165,80 pontos.

Em Paris, o índice Cac-40 subiu 0,51%, aos 4.319,30 pontos, com destaque para a alta de 1,48% do BNP Paribas e de 1,61% do Credit Agricole. Em Frankfurt, o DAX avançou 0,54%, aos 9.943,23 pontos, beneficiado pelo desempenho do Deutsche Bank 2,32% e da Henkel 1,29%.

Em Milão, o índice FTSE-Mib subiu 1,23%, aos 17.713,62 pontos. Em Madri, o Ibex-35 avançou 0,88%, aos 8.775,10 pontos. Em Lisboa, o PSI-20 teve ganho de 0,07%, aos 4.853,95 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires