22°
Máx
17°
Min

Bolsas da Europa fecham em alta, quebrando sequência negativa de três dias

As bolsas europeias fecharam em alta na sessão desta quinta-feira, 8, quebrando uma sequência de três dias em queda. A ata dovish do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), divulgada na tarde de ontem, e dados melhores que o esperado sobre o mercado de trabalho nos EUA deram fôlego aos principais índices acionários. A ata do Banco Central Europeu (BCE) também contribuiu para o bom humor dos mercados, com destaque para as ações do setor bancário. Nesse cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 1,05% e encerrou o dia aos 322,12 pontos.

A última reunião do Fed aconteceu antes do plebiscito no Reino Unido e mostrou que os dirigentes preferiam esperar o resultado do Brexit e mais dados sobre a saúde da economia para considerar um aperto monetário. Essa cautela foi vista como positiva pelos investidores, que apostam em aumento de taxas apenas no final do ano.

Assim, o FTSE 100, de Londres, fechou em alta de 1,09%, aos 6.533,79 pontos, puxado por ações do setor bancário e imobiliário. O Lloyds Banking Group apresentou ganhos de 4,52%, enquanto o Royal Bank of Scotland avançou 6,51%.

Frankfurt encerrou o pregão em alta de 0,49%, com o índice DAX indo a 9.418,78 pontos depois de uma manhã volátil. A RWE e a E.On lideraram os ganhos, subindo 4,47% e 2,72%, respectivamente. Amanhã, os investidores ficarão de olho no relatório de emprego (payroll) dos EUA e na balança comercial da Alemanha.

O CAC 40, de Paris, subiu 0,80% e fechou aos 4.117,85 pontos. As ações da Danone subiram 1,88% após a companhia anunciar a compra da WhiteWave foods, numa transação de cerca de US$ 10,4 bilhões. Bancos e seguradoras também tiveram alta.

Em Milão, o FTSE Mib teve uma alta tímida de 0,08% e encerrou o pregão aos 15.436,16 pontos. Os bancos ainda apresentam volatilidade e o Monte dei Paschi di Siena registrou perdas de 5,79%. Na contramão, a Yoox Net-A-Porter subiu 6,02%, depois de anunciar um novo plano estratégico para aumentar a receita.

O Ibex 35, de Madri, subiu 1,03% e fechou a sessão aos 8.008,20 pontos, com destaque para a Abengoa, que disparou 18,92%. Os bancos tiveram leve alta, na direção contrária dos últimos dias.

Em Portugal, o PSI 20, de Lisboa, avançou 1,21% e fechou aos 4.387,89 pontos. A maior alta ficou com a Pharol, que subiu 5,88%. (Com informações da Dow Jones Newswires)