21°
Máx
17°
Min

Bolsas da Europa fecham majoritariamente em alta com recuperação do petróleo

As principais praças europeias terminaram majoritariamente em alta nesta quarta-feira, 2, dia de grande volatilidade, após uma recuperação do petróleo próximo ao horário de fechamento dos pregões da região. A guinada para cima da commodity ajudou a reverter a correção do mercado após várias sessões em alta e também um indicador negativo da região. No final, o índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou em alta de 0,41%, aos 339,00 pontos.

Nesta quarta, o Departamento de Energia dos EUA (DoE) informou que os estoques norte-americanos de petróleo bruto cresceram 10,374 milhões de barris na semana encerrada em 26 de fevereiro, alta bem maior que os 2,6 milhões esperados por analistas consultados pelo Wall Street Journal. Após uma reação inicial negativa, no entanto, a commodity passou a subir tanto em Londres como em Nova York.

Operadores citaram que o dado já estava precificado, pois veio praticamente em linha com o divulgado ontem pela associação de refinarias API, que mostrou alta de 9,9 milhões de barris. Além disso, a produção média diária de petróleo bruto dos EUA também caiu no período, de 9,102 milhões de barris para 9,077 milhões de barris.

O movimento deu suporte aos índices europeus, que iniciaram o dia no azul com o impulso vindo da Ásia, mas cederam a uma realização de lucros após quatro pregões consecutivos de alta, à queda do PPI da zona do euro e também ao próprio petróleo, que recuava desde ontem em reação ao dado da API.

Os movimentos do petróleo "parecem ser do típico caso de 'venda o rumor, compre a notícia'", resumiu Fawad Razaqzada, analista técnico da Forex.com.

O destaque da sessão ficou com as mineradoras, beneficiadas com das bolsas chinesas e também com rumores de que o governo em Pequim vai anunciar novas reformas ao longo desta semana. As ações da Anglo American lideraram os ganhos com alta de 6,68%, enquanto Antofagasta subiu 3,59% e BHP Billiton, 5,13%.

Em Londres, o índice FTSE-100 encerrou em ligeira queda de 0,09%, aos 6.147,06 pontos, após atingir o maior nível em 2016 nos últimos quatro pregões. Além das mineradoras, ações do setor financeiro com exposição à China, como o Standard Chartered (+5,30%), tiveram bom desempenho nesta quarta-feira. Já em Paris, o CAC-40 encerrou aos 4.424,89 pontos, alta de 0,41%, com destaque para ArcelorMittal (+7,61%).

O índice DAX da bolsa de Frankfurt teve alta de 0,61%, aos 9.776,62 pontos. Os ganhos foram liderados pelo setor financeiro, em especial com os papéis do Deutsche Bank (+5,14%) e do Commerzbank (+4,25%). O mesmo aconteceu em Milão, que subiu aos 18.206,41 pontos (1,08%): Banco Popolare avançou 7,12%, enquanto Unicredit ganhou 5,17%.

Em Madri, o Ibex-35 encerrou em alta de 1,78%, aos 8.764,50 pontos. Já em Lisboa, o PSI-20 subiu 0,30%, aos 4.844,82 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires