26°
Máx
19°
Min

Bolsas da Europa fecham na maioria em baixa em dia de cautela

As bolsas europeias fecharam na grande maioria em queda nesta segunda-feira, 17, em um pregão marcado pela cautela, no início de uma semana de decisão do Banco Central Europeu (BCE). Além disso, ações do setor de energia estiveram pressionadas, diante da fraqueza do petróleo. A exceção nos mercados foi a bolsa de Milão, que subiu beneficiada pelo setor bancário.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em baixa de 0,74% (-2,53 pontos), em 337,42 pontos. Investidores citaram a expectativa pela decisão do BCE, na quinta-feira, e também monitoravam resultados de empresas.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 caiu 0,94%, em 6.947,55 pontos. Person fechou em queda de 8,4%, após divulgar balanço considerado fraco. A mineradora BHP Billiton caiu 1,24%, Antofagasta recuou 0,58% e a petroleira BP teve baixa de 1,17%.

O índice DAX, da bolsa de Frankfurt, recuou 0,73%, para 10.503, 57 pontos. No setor de energia, E.ON teve baixa de 2,23%. Entre as ações de bancos, Commerzbank subiu 0,09% e Deutsche Bank teve baixa de 0,12%, ambas perto da estabilidade.

Em Paris, o índice CAC-40 teve queda de 0,46%, em 4.450,23 pontos. A petroleira Total teve baixa de 1,2%, enquanto a Technip, do setor de serviços de petróleo, caiu 1%. Sanofi teve baixa de 0,91% e Vivendi, de 0,93%.

Na bolsa de Milão, o índice FTSE-MIB destoou dos demais e subiu 0,23%, para 16.630,34 pontos. O setor bancário se beneficiou, após acionistas do Banco Popolare e do BPM aprovarem no fim de semana a fusão das duas companhias, que cria o terceiro maior banco italiano. Intesa Sanpaolo subiu 0,96% e UniCredit teve ganho de 2,28%. Além disso, Telecom Italia teve alta de 2,30%.

Em Madri, o índice Ibex-35 caiu 0,31%, para 8.740,70 pontos. Entre os bancos, Santander caiu 0,30%, mas Banco Popular Español avançou 1,07%. O papel da Telefónica recuou 0,91%. Na bolsa de Lisboa, o PSI-20 teve queda de 0,49%, para 4.599,62 pontos. Banco BPI subiu 0,18% e Banco Comercial Português avançou 1,30%, enquanto Jerónimo Martins caiu 1,60% e Galp Energia teve baixa de 1,52%. (Com informações da Dow Jones Newswires)