23°
Máx
12°
Min

Bolsas da Europa fecham sem direção única em dia esvaziado de indicadores

As bolsas da Europa fecharam sem direção única nesta quarta-feira, 10, em dia de pouco movimento e escassez de dados que direcionassem os índices. O que acabou orientando o mercado acionário europeu foram os balanços corporativos, que colocaram as companhias em direções diversas e conferiu volatilidade às bolsas. Com esse cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600 teve recuo de 0,20%, aos 343,98 pontos.

Em Londres, o FTSE 100 passou a maior parte da sessão em queda, tendo virado para o campo positivo mais próximo do final do pregão e fechando na máxima de 0,22%, aos 6.866,42 pontos. A desvalorização da libra, bem como alguns resultados trimestrais de empresas, ajudaram a melhorar o índice. O bom balanço da Prudential atraiu investidores e fez a companhia fechar em alta de 2,23%, enquanto a Rolls-Royce avançou 4,39% após o Morgan Stanley elevar a recomendação pela compra dos papéis da empresa.

O CAC 40, de Paris, recuou 0,36% e encerrou o pregão aos 4.452,01 pontos, puxado pela queda do petróleo e dados locais sobre a produção industrial, que caiu 0,8% em junho. Renault e Sanofi tiveram as quedas mais acentuadas do índice, de 1,63% e 2,52%, respectivamente.

Um movimento de realização de lucros fez o índice DAX, de Frankfurt, recuar 0,39%, aos 10.650,89 pontos, aliado a balanços corporativos fracos. A E.On tombou 7,79% após divulgar o balanço semestral e, segundo analistas, o movimento aconteceu devido a um espanto dos investidores com o tamanho da dívida líquida da empresa.

Em Milão, o FTSE Mib fechou perto da estabilidade, em baixa de 0,03%, aos 16.791,55 pontos. Os bancos, que estavam entre as ações mais voláteis nos últimos meses, tiveram direções mistas. O Intesa Sanpaolo avançou 0,88% após o Citi recomendar a compra de ações do banco. O UniCredit subiu 0,79% e o Monte dei Paschi di Siena ganhou 0,49%. No campo negativo, o Mediobanca caiu 0,69% e o Banco Popolare recuou 0,44%.

O Ibex 35, de Madri, recuou 0,08% e fechou aos 8.658,90 pontos. Em Lisboa, o PSI 20 avançou 0,32% e foi aos 4.787,45 pontos. Com informações da Dow Jones Newswires