22°
Máx
16°
Min

Bolsas da Europa fecham sem direção única, na expectativa do BoE

Os principais índices acionários da Europa fecharam sem direção única nesta quarta-feira, 3, após algumas sessões de quedas generalizadas puxadas pelo setor bancário. Os investidores decidiram adotar um tom de cautela na véspera da decisão de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) e não houve grandes movimentos no mercado acionário.

Além disso, o PMI de serviços do Reino Unido recuou a 47,4 em julho, o menor nível desde março de 2009, o que disseminou preocupação entre os investidores e reavivou temores sobre os impactos econômicos da saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit). Em meio a esses fatores, o índice pan-europeu Stoxx 600 ficou no campo positivo, mas próximo da estabilidade, subindo 0,03% e fechando aos 335,58 pontos.

O FTSE 100, de Londres, fechou em queda de 0,17%, aos 6.634,40 pontos, após um dia lento nas negociações. As construtoras, que estão entre as ações mais sensíveis ao Brexit, caíram quase 2% após a divulgação do PMI. Amanhã, os negócios devem ser influenciados pela decisão de política monetária do BoE.

Em Frankfurt, o DAX subiu 0,26%, aos 10.170,21 pontos, influenciado pela alta dos preços do petróleo. A commodity se recupera após sessões de queda vertiginosa e valoriza as ações ligadas a energia. Entre os principais avanços está o do Deutsche Post, que apresentou bons resultados financeiros e fechou em alta de 3,21%.

Milão também fechou em alta de 0,20%, com o FTSE Mib indo aos 16.129,84 pontos, apesar de os bancos apresentarem novo recuo. A Fiat Chrysler liderou os ganhos em meio a conversas de que pode vender uma unidade e avançou 8,26%. Na contramão da queda dos bancos, o Popolare dell'Emilia Romagna subiu 4,02%, mas o UniCredit recuou 2,28%.

O CAC 40, de Paris, recuou 0,16%, aos 4.321,08 pontos. A Air France-KLM liderou as perdas, fechando em queda de 4,35%. Já a Peugeot recuou 1,70%.

O Ibex 35, de Madri, caiu 0,17% e fechou aos 8.263,50 pontos, enquanto o PSI 20, de Lisboa, perdeu 0,30%, encerrando o pregão aos 4.647,36 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)