24°
Máx
17°
Min

Bolsas da Europa recuam, no aguardo do Fed e do plebiscito no Reino Unido

As principais bolsas da Europa fecharam em queda nesta sexta-feira, 10, pelo terceiro dia consecutivo, com os investidores adotando uma postura de aversão ao risco devido a incertezas no cenário econômico. A possibilidade de o Reino Unido deixar a União Europeia - o famoso Brexit - tem mexido com o mercado, assim como a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), que acontece na próxima semana.

Tendo em vista esse cenário, o índice pan-europeu Stoxx 600, que engloba diversos indicadores acionários da Europa, fechou em forte queda de 2,44%,aos 332,92 pontos. No acumulado da semana, o índice recuou 2,45%.

Em Londres, o FTSE 100 caiu 1,86%, aos 6.115,76 pontos, com queda acumulada de 1,51% na semana. O índice foi influenciado pela queda no preço do petróleo e por nervosismo em relação ao Brexit. O plebiscito será votado no próximo dia 23 e, até lá, deve afetar o sentimento do investidor. Todas as ações maiores fecharam em queda, com o setor financeiro apresentando o maior baque. O Barclays caiu 3,78%, enquanto o Lloyds recuou 2,98%.

Em Frankfurt, o índice DAX fechou em queda de 2,52%, aos 9.834,62 pontos, com recuo de 2,66% na semana. A Lufthansa teve as maiores perdas e caiu 5,58% após a notícia surpreendente de que o diretor financeiro vai deixar a companhia em agosto. A ThyssenKrupp veio logo em seguida, com queda de 5,54%. Na semana que vem, o mercado fica de olho no plano estratégico que a Volkswagen vai divulgar.

Em Paris, o CAC 40 caiu 2,24%, aos 4.306,72 pontos, e acumulou baixa de 2,60% na semana, pressionado pelos papéis do bancos. O Société Générale fechou em queda de 4,47%, enquanto o BNP Paribas recuou 3,44%.

Na Itália, o índice FTSE-Mib, da bolsa de Milão foi o que apresentou maior queda entre os principais índices na Europa, com perdas de 3,62%. Aos 17.120,16 pontos, Milão acumulou baixa de 2,14% na semana. O Unicredit viu os papéis recuarem 6,37% hoje e o Monte dei Paschi di Siena perdeu 6,51%.

Em Madri, o IBEX 35 caiu 3,18%, aos 8.490,50 pontos, com queda acumulada de 3,53% na semana. Assim como na maioria das outras bolsas, os bancos também lideraram as perdas. O Santander caiu 5,04% e o Banco Bilbao Vizcaya recuou 4,15%.

Em Lisboa, o PSI 20 fechou em queda de 2,15%, aos 4.703,17 pontos, com as empresas de infraestrutura puxando as baixas. A Semapa caiu 3,83% e a Navigator recuou 3,46%. Na semana, o índice acumulou perdas de 1,51%. (Com informações da Dow Jones Newswires)