23°
Máx
12°
Min

Bolsas da Europa recuam por apreensão com o Brexit; bancos têm maiores perdas

Em dia sem indicadores relevantes na Europa e nos EUA, os principais índices acionários da Europa fecharam a sessão desta segunda-feira, 13, nas mínimas, em meio à apreensão com uma possível saída do Reino Unido da União Europeia - movimento apelidado de Brexit. O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou em queda de 1,84%, aos 326,80 pontos.

Além do Brexit, a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) que acontece nesta semana também fez os investidores adotarem uma postura mais cautelosa. Há ainda expectativa pela reunião do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) e pelo Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês).

Em Londres, o índice FTSE 100 fechou na mínima do dia, aos 6.044,97 pontos e em queda de 1,16%, com as construtoras e os bancos liderando as perdas. O papel do Lloyds Banking Group caiu 4,21% e o do Barclays recuou 2,51%.

Em Frankfurt, o DAX também fechou na mínima do dia, aos 9.657,44 pontos, em queda de 1,80%. A Bayer foi a única empresa listada no índice que apresentou alta, fechando em +0,07% em meio a boatos de que estaria mais perto de um acordo para a compra da Monsanto. Já os bancos fecharam em queda, com o Commerzbank e o Deutsche Bank caindo 3,45% e 3,46%, respectivamente.

Em Paris, o CAC 40 encerrou a sessão em queda de 1,85%, aos 4.227,02 pontos, na mínima do dia. Assim como no resto da Europa, os bancos puxaram o índice para baixo, com o Credit Agricole caindo 3,34%, o Société Generale recuando 3,32% e o BNP Paribas cedendo 2,90%.

Em Milão, o FTSE Mib registrou recuo de 2,91%, aos 16.621,87 pontos, também influenciado pelo medo do Brexit. As ações do Banco Popolare tiveram queda de 10,08% só na sessão de hoje, mas, somando as perdas das últimas quatro sessões, o recuo chega a quase 20%. Os dois maiores bancos do país - Unicredit e Intesa Sanpaolo - também registraram fortes baixas hoje: 5,29% e 5,89%, respectivamente.

Em Madrid, o IBEX 35 caiu 2,20%, aos 8.303,80 pontos, com todos os papéis de empresas listadas no índice no campo negativo. O Banco Popular Español fechou em baixa de 4,23%, enquanto o Banco Bilbao Vizcaya caiu 3,50%.

Em Portugal, o PSI 20 fechou na mínima do dia, aos 4.569,44 pontos e em queda de 2,84% na bolsa de Lisboa. O Banco Comercial Português registrou a maior queda, de 8,18%. Fonte: Dow Jones Newswires