22°
Máx
16°
Min

Bolsas da Europa sobem pela 3ª sessão seguida com apostas contra o Brexit

As bolsas da Europa encerraram em alta nesta terça-feira, 21, pela terceira sessão consecutiva, com os investidores apostando que o voto pela permanência do Reino Unido na União Europeia vencerá o plebiscito da próxima quinta-feira, 23. O índice pan-europeu Stoxx 600 avançou 0,70% e fechou aos 340,04 pontos.

O mercado vem reagindo às pesquisas de intenção de voto nos últimos dias. Ontem, elas indicavam uma virada do voto por ficar na UE e justificaram os fortes ganhos. No entanto, algumas pesquisas divulgadas no fim do dia mostraram sinais mistos, com uma diferença de apenas 2 pontos porcentuais entre os votos, e isso ficou evidente na sessão de hoje, que teve altas moderadas em relação ao dia anterior.

Ainda assim, os analistas estão confiantes de que os britânicos votarão pela permanência na União Europeia.

Em Londres, o FTSE 100 fechou em alta de 0,36%, aos 6.226,55 pontos, revertendo as perdas do início da sessão. Entre os destaques estão a Mediclinic International, que fechou em alta de 3,42% após divulgar seu balanço trimestral pela manhã. O setor bancário também teve avanço, com o Royal Bank of Scotland subindo 1,72% e o Barclays avançando 1,98%.

Em Frankfurt, o DAX encerrou o dia aos 10.014,54 pontos, com avanço de 0,54%. Os papéis dos bancos lideraram os ganhos, com o Deutsche Bank fechando em alta de 2,21% e o Commerzbank ganhando 1,34%. Entre as quedas, destaque para a Volkswagen, que caiu 0,92% após promotores alemães abrirem investigação contra o ex-CEO Martin Winterkorn por possíveis desvios de conduta.

Em Paris, o CAC 40 subiu 0,61% e fechou aos 4.367,24 pontos. O banco Société Generale registrou alta de 1,08%, a mesma porcentagem que o BNP Paribas. Já o Credit Agricole subiu 1,40%.

Em Madri, o Ibex 35 fechou aos 8.667,30 pontos, com alta de 0,23%. Ao contrário de ontem, quando apenas uma empresa do índice registrou queda, hoje o movimento foi mais misto, com o setor de construção apresentando queda. Entre os bancos, ambos os sinais foram registrados: o Santander avançou 1,74%, enquanto o Banco Popular Español caiu 1,47%.

Em Milão, o FTSE Mib avançou 0,45%, fechando aos 17.431,17 pontos, com os bancos registrando os maiores ganhos. O Mediolanum subiu 1,03% e o Popolare di Sondrio ganhou 2,33%.

A bolsa de Lisboa foi a única que fechou em queda, com -0,72%, aos 4.631,56 pontos. Na contramão do resto da Europa, os bancos caíram em Portugal, com destaque negativo para o Banco Comercial Português, que recuou 7,51%. Fonte: Dow Jones Newswires