22°
Máx
14°
Min

Bolsas de NY fecham em queda, com aversão ao risco e declínio do petróleo

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em queda, nesta quinta-feira, 7, em um dia de aversão ao risco, que levou os investidores a recorrerem a ativos mais seguros, como títulos da dívida americana e ouro. A queda do petróleo também influenciou os índices.

O índice Dow Jones perdeu 174,09 pontos (0,98%) e fechou aos 17.541,96 pontos; o S&P 500 caiu 24,75 pontos (1,20%), para 2.041,91 pontos; e o Nasdaq recuou 72,36 pontos (1,47%), e fechou aos 4.848,37 pontos.

Hoje, o iene verificou uma forte valorização diante do dólar americano, apesar das agressivas medidas de estímulos do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês). O movimento da moeda japonesa aumentou as preocupações de investidores sobre a capacidade dos bancos centrais de estimular o crescimento.

O dólar caiu para 108,43 ienes, de 109,71 ienes no fim da tarde de ontem. Traders dizem que a valorização está forçando investidores a desfazerem apostas negativas contra a moeda, que é considerado um ativo seguro. O iene fortalecido deteriora a competitividade do Japão nas exportações e atinge os lucros das empresas da terceira maior economia do planeta.

As ações de companhias financeiras sofreram as maiores perdas no S&P 500, caindo 1,9%, com alguns analistas dizendo que o ritmo menos acelerado de aumento de juros nos EUA pode afetar o lucro dos bancos.

Na semana passada, a presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Janet Yellen, disse que teria cautela em apertar a política monetária, dadas as incertezas da perspectiva global.

O KBW Nasdaq Bank Index, de grandes credores comerciais dos EUA, perdeu 2,9%. O Citigroup viu seus papéis recuarem 3,80%, o Bank of America caiu 3,17% e o Morgan Stanley recuou 2,87%.

Além disso, o declínio do petróleo pressionou as ações das companhias de energia. Hoje, o contrato para maio do WTI negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) cedeu 1,30%, para US$ 37,26 por barril. Na Intercontinental Exchange (ICE), o Brent para junho recuou 1,03%, para US$ 39,43 por barril. Como resultado, a Exxon Mobil perdeu 1,13% e a Chevron caiu 0,05%. (Com informações da Dow Jones Newswires)