24°
Máx
17°
Min

Bolsas de NY fecham em queda em meio a preocupações com a economia americana

Os índices acionários de Nova York operaram no terreno positivo durante o sessão desta quarta-feira, 15, mas fecharam em queda, ampliando a sequência de baixas para cinco pregões consecutivos. Os mercados reagiram à decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de manter as taxas de juros inalteradas, oferecendo uma perspectiva de que a maior economia do planeta não está tão bem quanto se pensava.

O índice Dow Jones fechou em queda de 34,65 pontos (-0,20%), aos 17.640,17 pontos. Já o Nasdaq perdeu 8,62 pontos (-0,18%) e fechou aos 4.834,93 pontos. O S&P 500 recuou 3,82 pontos (-0,18%) e encerrou o pregão aos 2.071,50 pontos.

No relatório de hoje, o Fed reconheceu que houve uma desaceleração do ritmo de contratações e um abrandamento dos investimentos das empresas norte-americanas, fatores que contribuíram para que a autoridade monetária decidisse deixar os juros na faixa de 0,25% a 0,50%.

Outro fator citado pela presidente do Fed, Janet Yellen, em coletiva de imprensa após a divulgação do relatório, foi a possível saída do Reino Unido da União Europeia, movimento apelidado de Brexit. "O Brexit é um dos fatores de incerteza econômica, já que pode ter consequências na economia e nas condições de financiamento", disse Yellen.

Com esse cenário de incerteza, as bolsas foram pressionadas, assim como o dólar e os Treasuries (títulos dos EUA). O plebiscito que vai decidir o Brexit acontece no próximo dia 23 e é aguardado com ansiedade pelos mercados. Fonte: Dow Jones Newswires