22°
Máx
16°
Min

Bolsas de NY quebram sequência de cinco quedas e em encerram em alta

As bolsas de Nova York fecharam a sessão desta quinta-feira, 16, em alta, quebrando uma sequência de cinco quedas consecutivas. O início do pregão foi marcado por baixas que refletiam a decisão do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) de manter a política monetária inalterada, mas ao longo das negociações os papéis de telecomunicações e serviços básicos ganharam força suficiente para reverter as perdas.

O índice Dow Jones fechou em alta de 98,93 pontos (+0,53%), aos 17.733,10 pontos. Já o Nasdaq ganhou 9,99 pontos (+0,21%) e fechou aos 4.844,92 pontos. O S&P 500 subiu 6,49 pontos (+0,31%) e encerrou o pregão aos 2.077,99 pontos.

De acordo com alguns analistas, o volume de negócios foi baixo hoje, com os investidores aproveitando o dia de queda para sair em busca de pechinchas. Isso acabou revertendo as perdas em Nova York.

O setor de telecomunicações teve ganhos de 0,81%, enquanto as ações de serviços básicos subiram 0,66%, com os investidores comprando papéis de empresas que tendem a se sair melhor em tempos de incerteza econômica.

Alguns economistas esperavam que o BoJ fosse aumentar as compras de fundos negociados em bolsa ou dos títulos públicos japoneses, uma vez que o mercado lida com um fortalecimento do iene e fraqueza persistente da inflação. Essa leitura contribuiu para a queda que os mercados americanos apresentaram no início da sessão.

Durante a semana, os indicadores vinham sendo fortemente pressionados pela possibilidade de o Reino Unido deixar a União Europeia - movimento apelidado de Brexit. Hoje, a deputada Jo Cox, que era contra o Brexit, foi assassinada. Ainda não há informações sobre a motivação do crime, mas especula-se que ele tenha sido cometido por alguém que discordava dessa posição. Fonte: Dow Jones Newswires