24°
Máx
17°
Min

Bolsas em NY fecham em alta com rali do petróleo; Dow Jones zera perdas no ano

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quinta-feira, 17, impulsionadas pelo rali do petróleo, que deu apoio às companhias de energia. Como resultado, o índice Dow Jones reverteu as perdas de 2016 e fechou em terreno positivo.

O índice Dow Jones fechou com alta de 155,73 pontos (0,90%), aos 17.481,49 pontos. O Nasdaq subiu 11,02 pontos (0,23%), para 4.774,99 pontos, e o S&P 500 avançou 13,37 pontos (0,66%), para 2.040,59 pontos. Entre os maiores ganhadores do dia estão a Boeing, que subiu 2,45%, e a General Electric, que avançou 2,62%. A Chevron ganhou 1,56% e a Exxon Mobil ganhou 1,48%.

O S&P 500 chegou a tocar o terreno positivo para o ano nesta sessão e nove dos dez principais setores do índice fecharam com ganhos. O setor de saúde foi o único que recuou.

As ações da FedEx saltaram 11,83% após a divulgação do balanço da empresa, que veio melhor do que o esperado. A companhia de entregas teve o melhor desempenho entre as listadas no S&P 500.

Além disso, hoje o petróleo para abril fechou em alta de US$ 1,74 (4,52%), a US$ 40,20 por barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex) - o maior nível desde 3 de dezembro. Em Londres, na IntercontinentalExchange, o Brent para maio avançou US$ 1,21 (3,00%), para US$ 41,54 o barril, maior nível desde 4 de dezembro.

A alta foi alimentada pela fraqueza do dólar e apostas renovadas no congelamento da produção em alguns dos maiores exportadores da commodity. "Os investidores foram encorajados pelos ganhos da FedEx e pelo rali do petróleo, enquanto o avanço do ouro deu apoio às ações de mineração", disse Colin Cieszynski, da CMC Markets.

No terreno negativo, a Mondelez International viu seus papéis recuarem 2,25%, após o anúncio de que Pershing Squares Bill Ackman vendeu grande parte das suas participações na companhia alimentícia. Fonte: Dow Jones Newswires