22°
Máx
14°
Min

Bolsas europeias divergem no fechamento, com alta do petróleo e baixa dos bancos

As bolsas da Europa encerraram o pregão desta quinta-feira, 17, em direções distintas, com impulso da valorização do petróleo e das commodities do lado positivo e da pressão no campo negativo das ações de bancos. O índice pan-europeu Stoxx 600 encerrou em 340,18 pontos, queda de 0,24%.

Ontem, o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) sinalizou que os juros nos Estados Unidos vão subir mais lentamente, o que animou os investidores de ações e de commodities em todo o mundo, na expectativa de que o dinheiro barato continue irrigando estes mercados.

O petróleo entrou então em mais uma sessão de rali, também na expectativa dos investidores de que os grandes produtores entrem em acordo em relação ao congelamento da produção. Desta forma, as ações de companhias petroleiras acompanharam esta valorização.

Em Londres, onde essas companhias têm grande peso, a bolsa fechou em alta de 0,42%, aos 6.201,12 pontos. Os papéis da BP subiram 2,71% e os da Royal Dutch Shell avançaram 1,61%. As mineradoras também aproveitaram-se do avanço das commodities - Rio Tinto ganhou 5,42% e Glencore teve valorização de 9,49%.

Em Lisboa, as ações ligadas a empresas de energia também dispararam. Os papéis da Galp energia subiram 3,87% e os da EDP ganharam 3,00%. O índice de referência PSI-20 fechou em 5.160,39 pontos (+0,97%).

As ações da elétrica espanhola Abengoa, que está em processo de reestruturação, subiram 1,91%, levando a bolsa de Madri para o terreno positivo. O índice IBEX-35 subiu 0,18%, encerrando em 8.978,80 pontos.

Do lado negativo, porém, as ações de bancos foram penalizadas na sessão, pois a perspectiva de juros baixos por mais tempo prejudica os lucros dessas instituições.

Em Milão, os papéis bancários despencaram - Banco Popolare S.C. cedeu 14,19% e Mediobanca perdeu 6,11%. O índice FTSE-Mib recuou 0,66%, para 18.608,03 pontos.

Em Frankfurt, o Commerzbank caiu 2,39% e o Deutsche Bank, 2,03%. O índice DAX fechou em queda de 0,91%, aos 9.892,20 pontos.

O índice CAC-40, da bolsa de Paris, fechou em queda de 0,45%, aos 4.442,89 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)