23°
Máx
12°
Min

Bolsas europeias fecham em alta, puxadas pelo payroll dos Estados Unidos

As principais bolsas da Europa fecharam em alta na sessão desta sexta-feira, 5, puxadas pelo relatório de emprego (payroll) dos Estados Unidos, que mostrou geração de vagas em julho muito mais alta do que o previsto por analistas. O dado deu o tom positivo do mercado hoje, que já vinha de bom humor com a decisão de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE) tomada ontem.

O payroll mostrou que houve a geração de 255 mil vagas em julho, enquanto os analistas previam um aumento de 179 mil. O dado melhor do que o esperado reforça a ideia de que a economia dos EUA está saudável e dá argumento para especular a possibilidade do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) elevar os juros em breve.

Em meio ao tom otimista, o índice pan-europeu Stoxx 600 subiu 1,05% e foi aos 341,38 pontos. Na semana, no entanto, o índice acumulou queda de 0,14%.

Em Londres, o FTSE 100 subiu 0,79% e fechou aos 6.793,47 pontos, mas chegou a bater recordes ao longo do dia, passando dos 6.800,00 pontos. Na semana, o índice acumula alta de 1,03%. O setor de construção liderou os ganhos, com a Barratt Developments subindo 2,66% e a Berkeley Group Holdings avançando 2,94%.

O DAX, em Frankfurt, avançou 1,36% e fechou aos 10.367,21 pontos, com alta acumulada de 0,29% na semana. O setor automobilístico foi um dos que mais se fortaleceu, com Volkswagen subindo 3,68%, Daimler 2,85% e BMW 2,74%. Os bancos conseguiram reverter parte das perdas vistas durante a semana, com Deutsche Bank avançando 3,55% e Commerzbank, 2,61%.

Em Milão, o FTSE Mib subiu 2,40% e fechou na máxima de 16.626,28 pontos, mas não foi possível reverter as perdas da semana, que ficaram acumuladas em 1,31%. Os bancos italianos conseguiram apresentar alguma recuperação depois das quedas acentuadas dos últimos dias e o Mediobanca teve um dos maiores avanços porcentuais, de 8,75%.

O CAC 40, de Paris avançou 1,49% e fechou aos 4.410,55 pontos, mas acumulou queda de 0,66% na semana. A seguradora AXA foi uma das empresas cujas ações foram mais negociadas e fechou em alta de 2,02%.

Em Madri, o Ibex 35 subiu 1,84% e foi aos 8.539,40, acumulando queda de 0,56% na semana. Em Lisboa, o PSI 20 avançou 0,24% e chegou aos 4.679,97 pontos, mas recuou 1,43% no acumulado da semana. (Com informações da Dow Jones Newswires)