22°
Máx
17°
Min

Bolsas europeias fecham sem direção definida, com foco em noticiário corporativo

As bolsas da Europa encerraram o pregão desta segunda-feira, 4, sem direção clara, influenciadas pelo noticiário corporativo. O índice pan-europeu Stoxx 600 terminou em alta de 0,40%, aos 334,49 pontos.

Em uma sessão com baixo volume de liquidez, todas as atenções dos investidores se concentraram no noticiário corporativo.

Um dos destaques foi o setor de telefonia, diante da notícia de que a Orange está em processo de aquisição da Bouygues. O acordo proposto, de 10 bilhões de euros, desencadeou uma onda de vendas no setor. Na bolsa de Paris, os papéis dessas companhias caíram, respectivamente, 6,17% e 13,45%.

O setor tem sido afetado desde que a operadora francesa Iliad expandiu as suas operações no segmento de baixo custo. Os papéis dessa companhia também caíram nesta segunda-feira, fechando em baixa de 15,10%.

Em Milão e em Madri, o setor foi destaque entre as principais quedas. Os papéis da Telecom Itália perderam 3,83% e os da espanhola Telefónica cederam 0,71%. O FTSE-MIB, índice de referência da bolsa italiana, terminou em 17.639,26 pontos (-0,77%). Já a bolsa espanhola cedeu 0,06%, encerrando em 8.597,50 pontos.

Por sua vez, o avanço de ações dos setores farmacêutico e de saúde compensaram a queda forte dos papéis de telefonia, em um movimento do mercado em busca de papéis mais defensivos da alta volatilidade. Houve também ganhos no setor de mineração e siderurgia.

Em Frankfurt, os papéis da farmacêutica Merck subiram 3,44%. O índice DAX fechou em alta de 0,28%, aos 9.822,08 pontos.

Em Londres, as ações do grupo hospitalar Mediclinic ganharam 3,40%. Ainda na bolsa londrina, os papéis da Anglo American avançaram 1,69% depois de a empresa anunciar a venda de 70% dos seus negócios de carvão na Austrália, o que impulsionou o desempenho do setor. As ações da Rio Tinto subiram 1,67%. O índice FTSE-100 terminou com alta de 0,30%, em 6.164,72 pontos.

Em Paris, compensando a baixa do setor de telefonia, as ações da ArcelorMittal tiveram alta de 1,93% e as da LafargeHolcim saltaram 3,44%. O índice CAC-40 terminou com ganho de 0,53%, aos 4.325,22 pontos.

A bolsa de Lisboa encerrou em queda de 0,26%, aos 4.977,05 pontos. (Com informações da Dow Jones Newswires)