22°
Máx
16°
Min

Bolsas europeias fecham sem direção única em dia marcado por volatilidade

As principais bolsas europeias fecharam esta sexta-feira, 22, sem uma direção única, com Frankfurt e Milão encerrando o dia no campo negativo. A sessão foi marcada por volatilidade em meio à divulgação de balanços corporativos e um índice de gerentes de compras (PMI) composto do Reino Unido decepcionante.

O PMI composto do Reino Unido mede a atividade nos setores industrial e de serviços e chegou ao menor nível desde abril de 2009, caindo para 47,7 em julho. Apesar de ruim, o dado gerou reações duplas dos investidores, que viram a queda como um possível sinal de que o Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) anuncie medidas de estímulo na próxima reunião. Com esse cenário, o índice Stoxx 600 fechou em queda de 0,07%, aos 340,33 pontos. Na semana, no entanto, o índice teve alta de 0,71%.

Com a expectativa de estímulo do BoE, Londres fechou em alta de 0,46%, aos 6.730,48 pontos. No acumulado da semana, o índice FTSE 100 subiu 0,92%. A Vodafone teve um dos melhores desempenhos do índice após divulgar bons resultados financeiros e fechou em alta de 4,64%. No campo negativo, a EasyJet continuou a mostrar queda devido aos resultados fracos divulgados ontem e recuou 3,75%.

Em Paris, o CAC 40 fechou em alta de 0,11%, aos 4.381,10 pontos em dia de baixo volume de negócios. O PMI do Reino Unido pouco abalou o índice, que acumulou alta de 0,20% na semana. A Orange, que divulga seu balanço na semana que vem, teve alta de 2,05%. Já o Credit Agricole e o BNP Paribas avançaram 0,34% e 0,88%, respectivamente.

O DAX, de Frankfurt, recuou 0,09% e encerrou o dia aos 10.147,46 pontos, em sessão marcada por movimentos mistos. No acumulado da semana, no entanto, o DAX subiu 0,80%. A Lufthansa teve queda de 1,20% depois de analistas cortarem o preço-alvo das ações da companhia. Na próxima semana, os investidores ficarão atentos aos balanços da Bayer e da Basf, que saem na quarta-feira.

Em Madri, o Ibex 35 subiu 0,19% e fechou aos 8.599,90 pontos. A Amper, empresa que presta serviços na área de telecomunicações, teve alta expressiva de 13,58% e esteve entre as ações mais negociadas hoje. Na semana, o Ibex 35 acumulou alta de 0,81%.

Em Milão, o FTSE Mib recuou 0,16% em mais um dia ruim para o setor bancário e fechou aos 16.778,67 pontos. O banco Popolare de Milano recuou 1,96% e o Monte dei Paschi di Siena caiu 3,29%. Na semana, o FTSE Mib acumulou alta de 0,18%.

O PSI 20, de Portugal, subiu 0,53%, com apenas três empresas do índice fechando o dia no campo negativo. Entre os destaques positivos estão a Pharol, com alta de 1,69%, e o Banco Comercial Português, que avançou 0,50%. (Com informações da Dow Jones Newswires)