21°
Máx
17°
Min

Bolsas europeias sobem com petróleo, mas acumulam 4 semanas seguidas de perdas

Os principais índices acionários europeus fecharam em alta nesta sexta-feira, 8, impulsionados por um salto de mais de 6% da cotação do petróleo. A valorização, no entanto, não impediu o Stoxx 600 de acumular perdas pela quarta semana seguida. O índice pan-europeu fechou aos 331,86 pontos, alta de 1,15% na sessão e queda de 0,39% na semana.

As altas foram lideradas pelo setor de energia, beneficiadas por comentários feitos pelo ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak. À agência de notícias local Tass, ele informou que não descarta propor, durante a reunião no dia 17 em Doha, outras ideias para o congelamento da produção. Entre os destaques do dia, estão as ações da britânica Shell (3,99%), da francesa Total (3,71%) e da italiana (4,30%).

As praças europeias também foram beneficiadas por dados positivos da balança comercial da Alemanha. As vendas ao exterior da maior exportadora da Europa cresceram 1,3% em fevereiro na comparação com janeiro, após dois meses seguidos de queda.

Em Frankfurt, o índice DAX fechou aos 9.622,26 pontos, alta de 0,96% no dia e queda de 1,76% na semana. Os ganhos foram liderados pelas ações da RWE, que tiveram valorização de 5,15%. Já em Paris, o CAC-40 terminou aos 4.303,12 pontos, alta de 1,35% no dia e recuo de 0,44% na semana. As ações do setor financeiro tiveram um bom pregão, com destaque para Société Générale (2,69%) e AXA (2,34%).

Em Milão, o índice FTSE-Mib saltou 4,08%, aos 17.504,62 pontos, beneficiado por rumores sobre a uma solução privada para concentrar todos os ativos ruins do sistema financeiro do país, iniciativa que poderia limpar o balanço das instituições italianas - algumas casas chegam a ter inadimplência superior a 30%. A especulação fez os papéis do setor financeiro terem grande valorização: Banco Popolare subiu 10,93% e UniCredit avançou 9,72%. Na semana, entretanto, houve queda de 1,53%.

No Reino Unido, o índice FTSE-100 da bolsa de Londres fechou em alta de 1,10%, aos 6.204,41 pontos. Além do setor de energia, houve ganhos pronunciados também entre as mineradoras: Anglo American subiu 8,12%, enquanto Glencore subiu 3,56%. Ao contrário das demais praças europeias, a bolsa londrina conseguiu acumular alta de 0,95% na semana.

Em Madri, o índice Ibex-35 fechou aos 8.427,60 pontos, alta de 1,62% no dia e queda de 2,03% na semana. Já em Lisboa, o PSI-20 encerrou aos 4.858,42 pontos, na máxima, alta de 2,03%. Na semana, no entanto, ele acumulou queda de 2,63%. (Com informações da Dow Jones Newswires)