22°
Máx
14°
Min

Bolsas fecham em queda em NY, pressionadas pelo recuo nos preços do petróleo

As bolsas de Nova York fecharam em queda nesta segunda-feira, 25, com as perdas nos preços do petróleo, em meio as preocupações crescentes sobre o excesso de estoque de gasolina e destilados no mundo.

Alguns investidores esperam mais ação, com um calendário lotado de balanços e decisões de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) e do Banco do Japão (BoJ).

O petróleo sofre com um excesso de oferta nesta temporada, além da diminuição da demanda. A demanda para o terceiro trimestre de 2016 cresceu menos de um terço da taxa registrada no mesmo período do ano passado, de acordo com a Barclays, com a desaceleração da economia pesando como um grande fator.

Na Intercontinental Exchange (ICE), o Brent para setembro fechou em queda de 2,12%, a US$ 44,72 por barril, enquanto o WTI para o mesmo mês caiu 2,39%, a US$ 43,13 por barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex).

Entre as possíveis decisões dos bancos centrais e a divulgação do balanço de companhias como a Apple, Caterpillar e Boeing, as novas altas para as ações "devem ser sobre crescimento, não apenas crescimento econômico, mas também dos balanços", afirmou Eric Wiegand, administrador de portfólios do Private Client Reserve do U.S Bank.

"É por isso que a divulgação de tantos balanços nesta semana deve impulsionar a confiança nos investidores de que o crescimento está próximo", disse.

No final da tarde em Nova York, Dow Jones fechou em queda de 0,42%, aos 18.493,06 pontos, S&P 500 terminou em baixa de 0,30%, aos 2.168,48 pontos, e o Nasdaq recuou 0,05%, aos 5.097,63 pontos. Fonte: Dow Jones Newswires