22°
Máx
16°
Min

Bovespa abre 'de lado' à espera de novidades no cenário político

A Bovespa oscila perto da estabilidade, tentando, sem sucesso por ora, pegar carona na abertura positiva das bolsas de Nova York. O fato de o mercado local ter fechado com ganho expressivo na quinta-feira, 17, reduziu o fôlego do começo do dia. A percepção é de que o Ibovespa deve se acomodar em torno do patamar de 50.900 pontos até que haja novidade em relação à crise política.

Às 10h44, o Ibovespa subia 0,03%, aos 50.930,54 pontos. Petrobras ON estava estável, mas a PN recuava 1,48%. Em Nova York, o Dow Jones avançava 0,35%. O petróleo em alta (ganho de 1,77% no contrato para abril na Nymex) ajudava.

A crise enfrentada pelo governo Dilma Rousseff segue no radar dos investidores. Com 66 parlamentares presentes, o plenário da Câmara dos Deputados atingiu o quórum para iniciar a sessão deliberativa nesta sexta-feira.

O encontro de sexta já será descontado das dez sessões em plenário estipuladas para Dilma apresentar a sua defesa aos parlamentares. Neste ritmo, com a presença do número mínimo de 51 deputados também às segundas e sextas-feiras, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acredita que o prazo estimado de 45 dias para analisar o processo será abreviado.