24°
Máx
17°
Min

Bovespa acompanha pares e renova máximas após Nova York

Depois do tombo de 2,04% da terça-feira, 14, a Bovespa pega carona na recuperação dos mercados acionários internacionais e sobe na abertura do pregão desta quarta-feira, 15, dia de vencimento de Ibovespa Futuro. Às 10h38, o Ibovespa avançava 0,83%, aos 49.041,07 pontos, renovando máximas após o início dos negócios em Wall Street.

Mesmo sem uma mudança nas perspectivas pelo plebiscito que definirá a permanência do Reino Unido na União Europeia, na semana que vem, investidores dão uma trégua temporária na aversão ao risco que marcou os negócios nos últimos dias.

Em Nova York, onde as bolsas vêm de uma sequência de quatro pregões em queda, o Dow Jones subia 0,14%, o S&P 500 tinha ganho de 0,16% e o Nasdaq, elevação de 0,16%.

Mas o desfecho da reunião de política monetária do Federal Reserve (o banco central dos EUA), mais tarde, às 15 horas, tem potencial para mudar a trajetória das bolsas. As atenções estão voltadas especialmente para o pronunciamento da presidente da instituição, Janet Yellen, que concederá coletiva de imprensa na sequência.

Também serão atualizadas as projeções para a economia norte-americana. Não se espera mudança nos juros, mas os investidores buscam por pistas e sinalizações sobre o que pode ocorrer com as taxas nas próximas reuniões.