22°
Máx
16°
Min

Bovespa fecha em baixa de 0,33% com influência de ações de bancos

Depois de ter caído até 1,51% pela manhã, no auge da correção de preços, o Índice Bovespa terminou esta quinta-feira, 28, em baixa de 0,33%, aos 56.667,11 pontos. O volume de negócios totalizou R$ 7,13 bilhões, acima da média de julho, de R$ 6,69 bilhões. Com o resultado de hoje, o Ibovespa acumula alta de 9,98% no mês e de 30,72% no acumulado de 2016.

As ações do Bradesco foram protagonistas do pregão, exercendo forte influência sobre papéis de outros bancos e sobre o resultado final do Ibovespa. Com quedas de 4,45% (PN) e de 2,88% (ON), os papéis refletiram desconforto dos investidores com alguns aspectos do resultado trimestral. Mais que o balanço, pesou sobre as ações a notícia de que o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, e mais três executivos do banco por suposto envolvimento em esquema de corrupção no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf).

Em nota, o banco disse que "reitera sua convicção de que nenhuma ilegalidade foi praticada por seus representantes e, em respeito ao rito processual, apresentará oportunamente seus argumentos ao Poder Judiciário". Ainda assim, todo o setor bancário teve queda no pregão de hoje. Banco do Brasil ON recuou 3,77%, seguido por Santander Unit (-1,24%) e Itaú Unibanco PN (-1,10%).

Entre as ações que fazem parte do Ibovespa, a maior queda acabou ficando com Pão de Açúcar PN, que tombou 10,41% depois de anunciar prejuízo líquido consolidado de R$ 583 milhões no segundo trimestre de 2016, ante perdas de R$ 13 milhões no mesmo período do ano anterior. Já Natura ON disparou 10,13% e foi a maior alta do índice, após balanço com lucro de R$ 90,9 milhões, com queda de 22% sobre o mesmo período do ano passado. Apesar da queda, analistas viram expectativa de melhora para as vendas da empresa no Brasil.

A queda dos preços do petróleo influenciou as ações da Petrobras, que terminaram o dia com perdas de 1,91% (ON) e 0,61% (PNA). As ações da Vale seguiram direções diferentes no dia em que a mineradora anunciou lucro líquido de R$ 3,596 bilhões no segundo trimestre, com queda de 30%, gerada principalmente pelo impacto do acidente com a barragem da Samarco, da qual é uma das sócias. Vale ON fechou em alta 0,63%, enquanto Vale PNA caiu 0,80%. O minério de ferro subiu 2,1% hoje no mercado à vista chinês.