26°
Máx
19°
Min

Bovespa se firma em queda após Nova York em manhã de cautela nas bolsas

Depois de rondar a estabilidade no início dos negócios, a Bovespa firmou-se em território negativo nesta quarta-feira, 22, depois da entrada dos investidores estrangeiros no páreo. Às 10h35, o Ibovespa recuava 0,47%, aos 50.600,21 pontos, renovando mínimas após o início dos negócios em Wall Street, há instantes.

Na véspera do plebiscito que decidirá sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, a percepção de que a disputa será acirrada mantém os mercados acionários internacionais na retranca nesta quarta-feira e os ganhos são limitados. Em Nova York, o Dow Jones subia 0,18%, o S&P tinha alta de 0,13% e o Nasdaq, ganho de 0,5%, em linha com a alta moderada vista nas principais praças acionárias da Europa.

Pesquisas divulgadas na noite de terça no Reino Unido mostraram resultados contraditórios sobre o futuro do país, desencorajando apostas mais agressivas por parte dos investidores. A última pesquisa feita pelo jornal The Telegraph - que é a favor do Brexit - mostra 51% para o "Permanecer" e 49% para o "Sair". Já a mesma projeção feita pelo Financial Times - que é contra o Brexit - sinaliza vitória do Brexit com 45%, derrota do grupo europeu com 44% e 11% de indecisos.

O mercado aguarda agora a sabatina da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, na Câmara norte-americana a partir das 11 horas. Ela deve repetir o discurso cauteloso de terça, que, segundo analistas, tornou improvável a chance de elevação dos juros na reunião de política monetária de julho.