23°
Máx
12°
Min

Bovespa se firma em queda e renova mínimas após abertura em NY

No exterior, os investidores também avaliam uma série de balanços corporativos importantes. (Foto: HUGO ARCE/Fotos Públicas) - Bovespa se firma em queda e renova mínimas após abertura em NY
No exterior, os investidores também avaliam uma série de balanços corporativos importantes. (Foto: HUGO ARCE/Fotos Públicas)

Depois de uma abertura fraca, a Bovespa firmou tendência de queda e foi às mínimas após um início dos negócios pesado em Wall Street, devolvendo parte dos fortes ganhos recentes. Às 10h42 desta quinta-feira, 28, o Ibovespa perdia 1,33%, aos 56.098,71 pontos, na mínima, enquanto em Nova York, Dow Jones recuava 0,09%, Nasdaq caía 0,07% e S&P 500 operava em baixa de 0,06%.

As ações PN do Bradesco exibiam queda de 3,93% no mesmo horário, enquanto as da Vale cediam 2,43% (ON) e 2,06% (PNA), depois da divulgação dos resultados referentes aos segundo trimestre das duas companhias.

No exterior, os investidores também avaliam uma série de balanços corporativos importantes, enquanto ainda ecoa a falta de uma sinalização mais clara de quando o Federal Reserve deverá elevar os juros depois da reunião de política monetária de ontem.

A pressão vinda dos mercados europeus contribui para uma sessão de ajustes, assim como a fraqueza dos contratos futuros do petróleo nesta manhã, que são negociados perto das mínimas em três meses.

Entre os destaques negativos, a Ford anunciou que registrou queda anual de 9% no lucro líquido do segundo trimestre, a US$ 2 bilhões, em meio a uma diminuição nas margens da América do Norte e prejuízos na região da Ásia e do Pacífico devido a vendas mais fracas na China.