22°
Máx
14°
Min

Bovespa sobe mais de 1% com alta de commodities e das bolsas no exterior

(Foto: Imprensa/ Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República) - Bovespa sobe mais de 1% com alta de commodities e das bolsas no exterior
(Foto: Imprensa/ Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República)

Com a alta do petróleo, as bolsas internacionais avançam nesta quarta-feira, 9, e ajudam a impulsionar a Bovespa, que sobe mais de 1%. O cenário político segue no radar. O Índice à vista reflete um viés positivo quase generalizado entre as ações, mas sobretudo os ganhos de Petrobras, Vale, siderúrgicas e bancos.

O petróleo se valoriza em meio a relatos de que pode haver uma reunião entre importantes países do setor para congelar a produção. O jornal iraquiano Al-Sabah citou o vice-ministro do Petróleo do Iraque, Fayadh Nema, segundo o qual esse encontro pode ocorrer em Moscou no dia 20, com membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e também nações de fora do cartel.

Vale está em alta, apesar da queda de 5,8% do minério de ferro no mercado à vista chinês, para US$ 59,6 a tonelada seca nesta quarta-feira. O recuo da commodity limita a valorização dos papéis da mineradora, que ocorre após o tombo das ações na terça-feira. Vale ON fechou a terça em baixa de 14,51%, a R$ 15,03, na mínima do dia; e a PNA cedeu 12,05%, a R$ 11,24.

Em relação à política, os investidores continuam monitorando os desdobramentos da Operação Lava Jato e a articulação do governo para evitar que a presidente Dilma Rousseff fique ainda mais isolada. Segundo fontes, o ex-presidente Lula se reúne nesta quarta com o presidente do Senado, Renan Calheiros, e com o ex-senador José Sarney para tentar preservar a aliança com o PMDB.

A queda da produção industrial brasileira em 12 dos 15 locais pesquisados em janeiro ante janeiro de 2015 está em segundo plano, segundo operadores.

ÀS 10h29, o Ibovespa subia 1,39%, aos 49.785,74 pontos. Petrobras PN subia 2,95% e a ON, +3,11%. Vale PNA, +0,89% e a ON, +1,20%. Entre as siderúrgicas, Gerdau se destaca com alta de 5,60%. Já no setor de bancos, Itaú Unibanco ganhava 2,16%; Bradesco ON, +2,39% e a PN, +2,05%; e Santander Unit, +1,22%.