27°
Máx
13°
Min

Bovespa sobe mais de 1% sustentada por Petrobras e Vale

(Foto: Estadão Conteúdo) - Bovespa sobe mais de 1% sustentada por Petrobras e Vale
(Foto: Estadão Conteúdo)

A percepção de que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff ganhou força nos últimos três dias sustenta a alta do Ibovespa nesta segunda-feira, 11. As ações da Petrobras e da Vale sobem mais de 2%, sustentando o índice próximo aos 51 mil pontos.

Às 10h42, a Bolsa apresentava alta de 1,19%, aos 50.892,98 pontos. As ações da Vale se valorizavam 3,20% no caso dos papéis ordinários e 4,02% entre as ações preferenciais (PNA). No caso da Petrobras, a alta é de 2,66% na PN e 1,05% na ON.

Entre os bancos, destaque para a alta de 3,21% das ações do Banco do Brasil. A valorização da estatal reflete a percepção dos investidores de que uma possível mudança de governo poderia ser benéfica às estatais, casos do banco e da Petrobras. O processo de impeachment tem uma nova etapa nesta segunda, quando a comissão especial de impeachment analisará o caso.

O mercado brasileiro também acompanha a alta nos mercados norte-americanos. O índice Dow Jones apresenta valorização de 0,51%. A Nasdaq sobe 0,33% e a S&P tem alta de 0,44%.

No aguardo da votação da Comissão Especial de Impeachment, que está atrasada, o mercado continua atento ao noticiário político.

No front econômico, os investidores analisam as novas projeções apontadas no boletim Focus e o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), que subiu 0,31% na primeira prévia de abril. Na primeira prévia de março, o indicador divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) havia apresentado elevação de 0,43%