22°
Máx
17°
Min

Brasil aumenta em 46% capacidade instalada de energia eólica


O Brasil aumentou em 46% sua capacidade instalada de energia eólica em 2015, acrescentou 2,754 GW de novas instalações. Com isso, o País passou a somar 8,72 GW de capacidade instalada e conquistou a décima colocação entre os maiores produtores de energia eólica, com 2% da capacidade global, passando a constar no ranking TOP 10 eólico, elaborado pelo Global Wind Energy Council (GWEC).

A entidade ponderou que o montante corresponde aos projetos totalmente comissionados, mas salientou que parte desse volume ainda depende de conexões com rede de transmissão.

A nova capacidade adicionada pelo Brasil correspondeu a 4,4% do total de novas instalações de geração de energia a partir dos ventos em todo o mundo. Segundo a entidade, em todo o mundo foram instalados 63,01 GW, o que correspondeu a um crescimento da ordem de 17%, atingindo 432,419 GW no final de 2015.

A China, que já é o país com maior capacidade instalada, respondendo por 33,6% do total, foi responsável pelo maior volume de novas instalações, 35,5 GW, ou 48,4% da capacidade adicionada no ano passado. EUA, com 8,6 GW de novas instalações, e Alemanha, com 6,01 GW, também se destacaram com aumento da capacidade.

Segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), os 8,72 GW instalados no Brasil representaram um investimento total acumulado superior a R$ 52 bilhões, com a geração de 130 mil empregos por toda a cadeia produtiva, e cerca 16 milhões de toneladas de CO2 evitadas.