22°
Máx
16°
Min

Cegonheiros fazem protesto em rodovias do País

Na manhã desta terça-feira, 5, motoristas de caminhões cegonha saíram em carreata para protestar contra os efeitos da crise econômica brasileira. A manifestação organizada pelo Sindicato Nacional dos Cegonheiros teve início por volta das 10h nas rodovias dos Imigrantes, em São Paulo, e BR-290, também conhecida como Freeway, no Rio Grande do Sul.

O presidente do sindicato, José Ronaldo Marques da Silva, afirma que o efervescente ambiente político aprofunda ainda mais a crise econômica brasileira, fechando milhares de postos de trabalho. Segundo o sindicato, o volume de negócios e o número de viagens caíram em torno de 60% apenas no primeiro trimestre deste ano no setor de cegonhas. "A queda de confiança do consumidor reduz cada vez mais o volume de vendas de veículos. Para se adequar à demanda do mercado, as montadoras adotam medidas para diminuir a produção de veículos. E isso afeta diretamente os nossos negócios", afirma Silva.

De acordo com o sindicalista, centenas de carretas paradas, pois transportam exclusivamente carros. "Trata-se de uma categoria específica. Não é possível procurar outras opções de cargas para minimizar os prejuízos", diz. Em nota divulgada à imprensa, a entidade afirma que é necessária a implantação de medidas urgentes para que a vida do país volte ao normal.

Em São Paulo, o protesto teve início no município de São Bernardo do Campo, onde está o estacionamento do Sindicato Nacional dos Cegonheiros. Até as 11h, ao menos 300 carretas participavam do ato que ocupava uma faixa da pista sentido a capital paulista da rodovia dos Imigrantes, segundo a Ecovias, concessionária que administra a via. Em todo o trajeto, os veículos percorrerão cerca de 80 quilômetros, passando pela avenida Tancredo Neves e retornando pela rodovia Anchieta.

No Rio Grande do Sul, o protesto também ocupava uma faixa da pista da Freeway sentido Porto Alegre. A carreata com cerca de 60 caminhões teve início na cidade de Gravataí.