24°
Máx
17°
Min

China amplia esforços para aumentar oferta de crédito para economia real

O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) anunciou que irá oferecer crédito extra a bancos estatais mensalmente, por meio de um instrumento de empréstimo. A iniciativa é um esforço para destinar mais fundos à economia real e impulsionar o crescimento.

A partir deste mês de maio, o PBoC dará ao China Development Bank, ao Agricultural Development Bank of China e ao Export-Import Bank of China o mesmo montante de empréstimos oferecidos no mês anterior, por meio de um instrumento designado para aumentar os empréstimos para projetos de infraestrutura, disse o banco central em comunicado divulgado no fim da terça-feira.

O instrumento de crédito suplementar é um instrumento criado em 2014, que permite aos bancos usar ativos de qualidade como colateral para realizar empréstimos a juros baixos a fim de apoiar projetos de infraestrutura.

O PBoC tem confiado em operações no mercado aberto e de instrumentos de empréstimo de curto e médio prazo para injetar liquidez nos últimos dois meses, diante do temor de que o dinheiro acabe concentrado nos mercados financeiros e no setor imobiliário caso ocorra um relaxamento generalizado, disseram analistas.

No primeiro trimestre, os bancos chineses emprestaram um total de 4,610 trilhões de yuans (US$ 709,4 bilhões) em novos empréstimos, alta de 25,3% ante igual período de 2015. No mesmo período, o empréstimo para investimento no setor imobiliário representou 32,5% de todos os novos empréstimos, segundo os números do PBoC. Fonte: Dow Jones Newswires.