23°
Máx
12°
Min

China: Comac projeta forte demanda doméstica pelos aviões ARJ21 e C919

Imagem de Stock Editorial - China: Comac projeta forte demanda doméstica pelos aviões ARJ21 e C919
Imagem de Stock Editorial

A fabricante estatal chinesa de aviões Commercial Aircraft Corp. of China, conhecida pela sigla Comac, expressou confiança nas vendas dos aviões ARJ21 para aviação regional e C919 de corredor único, citando a previsão de forte demanda em seu mercado doméstico.

A Comac disse ter recebido 514 encomendas do C919, que devem ser entregues dentro de pelo menos dois anos. "Nos próximos 20 anos, o mercado chinês por si só precisará acrescentar cerca de 5 mil aeronaves civis de vários tipos", diz a Comac. "Adicionando pedidos do exterior, pode-se imaginar que as vendas e o desenvolvimento de mercado do ARJ21 e do C919 não vão ter quaisquer problemas." O ARJ21, que tem cerca de 350 encomendas, principalmente de companhias aéreas chinesas e empresas de leasing, deve fazer sua estreia comercial este ano.

A estatal afirma ainda que os dois modelos estão sujeitos a testes rigorosos pelo regulador de aviação civil do país, de acordo com as normas da aviação globais. "Cada passo no desenvolvimento e produção dos aviões C919 e ARJ21 é tomado em estrita conformidade com as normas e regulamentos de aeronavegabilidade da Administração da Aviação Civil da China (CAAC)", afirma a Comac. "Eles também devem ser submetidos a todos os tipos de testes, exames e avaliação regulamentares, em conformidade com as normas e requisitos internacionais que estão integrados com ou são equivalentes aos da Administração Federal de Aviação (FAA)", acrescenta a estatal, referindo-se à autoridade de aviação dos EUA.

A China certificou o ARJ21 em 2014, e a FAA disse que consideraria certificar uma versão atualizada do jato que atenda às normas de aeronavegabilidade ocidentais. A China planeja buscar a aprovação da FAA para o modelo C919, primeiro grande avião de passageiros da estatal, que continua em desenvolvimento após o primeiro protótipo ter sido concluído no ano passado. Fonte: Dow Jones Newswires.