22°
Máx
14°
Min

Com política no foco, Bovespa cai na contramão de Nova York

Em um dia de aversão para os negócios domésticos, a Bovespa opera em queda, na contramão dos mercados acionários internacionais. Diante da percepção de que a prisão de caciques do PMDB pode afetar o governo interino de Michel Temer e inclusive influenciar a votação final do impeachment de Dilma Rousseff no Senado mantém o Ibovespa em baixa de 0,28%, aos 50.223,35 pontos. Enquanto isso, em Nova York, o Dow Jones sobe 0,32%, o S&P 500 tem ganho de 0,14% e o Nasdaq, valorização de 0,02%.

O cenário político voltou a concentrar a atenção dos investidores na manhã desta terça-feira, 7, depois da notícia de que o procurador-geral da República, Rorigo Janot, pediu a prisão do presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), do senador e ex-ministro Romero Jucá (PMDB-RR), do ex-presidente da República e ex-senador José Sarney (PMDB-AP) e do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), conforme o jornal O Globo. A decisão está nas mãos do ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).