24°
Máx
17°
Min

Comitê do FI-FGTS escolhe Claudio Puty como novo presidente

O secretário-executivo do Ministério do Trabalho e Previdência Social, Claudio Puty, foi indicado nesta quarta-feira, 6, por unanimidade, presidente do comitê de investimento do FI-FGTS, fundo que usa parte do FGTS para investir em infraestrutura nos setores de portos, aeroportos, rodovias, hidrovias, ferrovias, energia e saneamento.

Formado em economia pela Universidade Federal do Pará, Puty é mestre pela University of Tsukuba, no Japão, e doutor pela New School for Social Research, nos Estados Unidos. Ex-deputado federal, já foi secretário do governo do Pará e presidiu o conselho de administração do banco do Estado. No governo federal, passou pelo Ministério do Planejamento e atualmente é o número dois do ministério comandado por Miguel Rossetto.

Ele será o substituto de Carlos Eduardo Abijaodi, diretor da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que ficou no cargo por um ano. O comitê de investimento é o órgão que decide os aportes do bilionário fundo gerido pela Caixa. O colegiado é formado por representantes do governo, dos trabalhadores e dos empregadores.