22°
Máx
16°
Min

Confiança da indústria sinaliza otimismo depois de quase três anos pessimista

(Foto: Agência Brasil) - Confiança da indústria do Paraná sinaliza otimismo
(Foto: Agência Brasil)

A indústria de transformação paranaense deu um leve sinal positivo rumo à recuperação. O Índice de Confiança da Indústria de Transformação – Paraná (ICIT-PR), elaborado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) subiu 1,7 ponto no mês de setembro na comparação com agosto. Com o resultado, o índice chega ao segundo mês na área de otimismo, alcançando 54,4 pontos, depois de 31 meses na região do pessimismo. Se confrontado com o mesmo período de 2015, a elevação foi de 23,5 pontos.

Houve também elevação no Índice de Condições. O aumento foi de 4,8 pontos em setembro ante agosto, chegando a 48,1 pontos. Embora permaneça na área de pessimismo pela 43ª vez consecutiva, o indicador se encontra agora 22,9 pontos acima do obtido em setembro do ano passado.

Já o Índice de Expectativas caiu 0,4 ponto, situando-se em 57,5 pontos em setembro. Esta é a quarta vez seguida que o indicador se mantém na área do otimismo desde abril de 2014. Se comparado ao mesmo período do ano anterior, o índice está 23,7 pontos acima.

“Os indicadores de confiança da indústria de transformação apresentaram resultados positivos em agosto”, explica Roberto Zurcher, economista da Fiep. Em termos de volume de produção, o índice chegou a 51,4 pontos no mês passado, contra 47,7 em julho. Em evolução do número de empregados, registrou 45,8 pontos, contra 44,8 no mês anterior.

Indústria da Construção

O humor da indústria da construção civil no Estado, medido pelo Índice de Confiança do Empresário da Construção (ICEC-PR), recuou 4,1 pontos em setembro, chegando a 53,2 pontos. Ainda que, no mês a mês, o resultado seja negativo, trata-se do segundo período seguido na área de otimismo após 28 meses consecutivos na região de pessimismo. Na comparação com setembro de 2015, o resultado é 20,8 acima.

O Indicador de Expectativas também registrou queda no mês avaliado; 0,7 ponto se comparado a agosto, chegando a 59,2. Apesar do resultado, este é o quarto mês consecutivo que o índice se mantém na área do otimismo. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o aumento foi de 23,3 pontos.

Os indicadores de confiança da indústria de transformação e da indústria da construção variam no intervalo de 0 a 100. Valores acima de 50 pontos indicam empresários confiantes, melhores condições ou expectativas positivas para o setor.