24°
Máx
17°
Min

Confiança de empresários da construção vai de 26% para 60%

(Foto: Dênio Simões/ Agência Brasília) - Confiança de empresários da construção vai de 26% para 60%
(Foto: Dênio Simões/ Agência Brasília)

A confiança dos empresários do setor de construção teve uma melhora significativa nos últimos meses. Pesquisa feita pela consultoria GO Associados, a pedido da Associação Paulista dos Empresários de Obras Públicas (Apeop), mostra que de janeiro a agosto a melhora na expectativa da economia para os próximos 12 meses mais que dobrou.

No início do ano, apenas 26% dos empresários ouvidos para a pesquisa estavam otimistas com os rumos da atividade econômica. Em agosto, esse índice já havia alcançado 60%, afirma o economista e sócio da GO Associados, Gesner Oliveira. "No curto prazo, a maioria não vê grandes mudanças. Mas em 12 meses houve um salto no otimismo."

Segundo ele, a expectativa em relação ao futuro do setor também melhorou de janeiro pra cá. Subiu de 12% para 38%. "A melhora no otimismo dos empresários é resultado de uma reorientação da economia em curso", afirma Oliveira, destacando que a pesquisa foi fechada antes da decisão de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff esta semana pelo Senado.

Concessões

O economista afirma que o setor está com boas perspectivas em relação ao programa de concessões prometidos pelos governos federal e do Estado de São Paulo na área de infraestrutura. Exemplo disso é que a intenção de investimento das empresas para os próximos 12 meses subiu de 12% em janeiro para 26% em agosto.

Mas há um fator que continua sendo motivo de preocupação para os empresários da construção: a inadimplência do setor público. De acordo com a pesquisa, que pode ser consultada no site da Apeop, 73,9% das empresas têm faturas a receber em todas as esferas da administração pública: governo federal, Estados e municípios.