24°
Máx
17°
Min

Confiança do micro e pequeno empresário cai 8,3% em setembro, diz CNDL

O Indicador de Confiança da Micro e Pequena Empresa de Varejo e Serviços (ICMPE), calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), teve redução de 8,3% em setembro na comparação com agosto, registrando 46 pontos. Foi a primeira queda depois de quatro meses de alta.

De acordo com o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, o resultado reflete o clima de incerteza frente ao cenário político e econômico do País. O dado do último mês, abaixo do nível neutro (50), evidencia uma percepção negativa do ambiente de negócios, apesar de melhor do que a verificada há um ano - de 37,6 pontos.

Para Pinheiro, diminuir obstáculos da atividade produtiva, como a rigidez da lei trabalhista brasileira e a complexidade do sistema tributário, é necessário para aquecer a economia nacional. "Além da agenda do ajuste fiscal, o governo precisa liderar uma pauta de medidas que favoreça o empreendedorismo", disse, em nota.

O Indicador de Confiança do Micro e Pequeno Empresário (ICMPE) leva em consideração 800 empreendimentos do setor comércio varejista e serviços com até 49 funcionários, nas 27 unidades da federação, incluindo capitais e interior. A escala do indicador varia de 0 a 100.