22°
Máx
16°
Min

Congelamento na produção de petróleo deve inicialmente durar 6 meses, diz Rússia

O ministro da Energia da Rússia, Alexander Novak, afirmou nesta terça-feira que um potencial acordo para congelar a produção de petróleo poderia durar por seis meses e possivelmente ser prorrogado, de acordo com agências de notícias russas.

Em Istambul, Novak disse anteriormente que as companhias petrolíferas russas estão prontas a considerar as propostas para um potencial congelamento da oferta da commodity, ou mesmo cortes na produção.

As declarações são feitas um dia após o presidente russo, Vladimir Putin, demonstrar apoio aos cortes na produção de petróleo, o que provocou alta nos contratos nos mercados na segunda-feira.

Novak também disse que o congelamento na produção não reduzirá as receitas no orçamento da Rússia, já que os preços do petróleo devem subir com isso. Fonte: Dow Jones Newswires.