22°
Máx
14°
Min

Contração menor da economia ajuda no recuo das taxas futuras de juros

A uma semana do Copom, a revelação de que a economia brasileira teve uma contração muito menor do que esperavam os mais pessimistas ajuda a dar algum ânimo aos mercados domésticos nesta quarta-feira, ofuscando, por ora, a crise política e a aversão a risco no exterior.

O Produto Interno Bruto (PIB) recuou 0,3% no primeiro trimestre, após cair 1,4% no trimestre anterior, e ficou no teto do intervalo das estimativas (de -1,80% a -0,30%).

Às 9h30, o DI para janeiro de 2018 estava em 12,78%, de 12,82% no ajuste de terça-feira. O DI para janeiro de 2021 a 12,79%, de 12,85%.