22°
Máx
14°
Min

Crise gerou redução da rede em 1.257 concessionárias, diz Fenabrave

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), entidade que representa as concessionárias de carros, anunciou nesta quarta-feira, 5, que a grave crise no mercado automotivo, onde as vendas ficaram em setembro no nível mais baixo em uma década, reduziu o tamanho da rede de distribuição de veículos no País em 1.257 pontos de venda em março de 2016, se comparado ao total de lojas ativas até janeiro de 2015.

Atualizado com base no total de revendas que, desde março, não faturam mais veículos, o balanço é resultado do fechamento de 1.727 concessionárias, compensado pela abertura de outras 470 revendas - entre pontos de todos os segmentos do setor: carros, veículos comerciais, motos e, até mesmo, implementos rodoviários.

Ao apresentar nesta quarta os resultados do mês passado, Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave, disse que o enxugamento da rede significou a eliminação de 124 mil pontos de trabalho nas revendas. "Perdemos quase toda uma indústria automotiva instalada no país em empregos", afirmou o executivo ao comparar o fechamento de vagas nas concessionárias com total de trabalhadores empregados nas montadoras, inferior a 127 mil pessoas.

Segundo a entidade, 7,1 mil revendas de veículos permanecem ativas em mil municípios brasileiros, empregando aproximadamente 380 mil pessoas.