21°
Máx
17°
Min

CSN sai de lucro para prejuízo de R$ 831 milhões no 1º trimestre

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) saiu de lucro de R$ 392 milhões registrado no primeiro trimestre do ano passado para prejuízo líquido de R$ 831 milhões nos três primeiros meses deste ano. No último trimestre de 2015 o lucro era de R$ 2,371 bilhões.

"A piora do resultado líquido no primeiro trimestre de 2016 em relação ao quarto trimestre é explicada principalmente pelos ganhos registrados na conclusão da combinação de negócios da mineração no quarto trimestre. Já em relação ao primeiro trimestre de 2015, a piora é explicada principalmente pelo resultado de variação cambial e pagamentos de impostos", destaca a empresa no relatório que acompanha o seu demonstrativo financeiro.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado nos três primeiros meses do ano ficou em R$ 733 milhões, queda de 20% na relação anual e alta de 7% na trimestral. A margem Ebitda ajustada foi de 18,1% no intervalo de janeiro a março, queda de 3,4 pontos porcentuais em relação ao primeiro trimestre de 2015, mas alta de 1,1 ponto porcentual em relação ao período imediatamente anterior.

A receita líquida no intervalo analisado ficou em R$ 3,844 bilhões, queda de 4% ante o primeiro trimestre de 2015 e alta de 5% sobre o último trimestre do ano passado.

Projeções

O Ebitda ajustado da CSN referente ao primeiro trimestre deste ano, de R$ 733 milhões, ficou em linha com a média das projeções de quatro instituições financeiras consultadas pelo Broadcast (serviço de notícias em tempo real da Agência Estado). BTG Pactual, Goldman Sachs, Itaú BBA e UBS esperavam um valor de R$ 747,5 milhões.

A receita líquida no período de janeiro a março, de R$ 3,844 bilhões, também está de acordo com as projeções de mercado, que apontavam para R$ 3,777 bilhões.

Para a última linha do balanço não houve consenso. Das quatro casas consultadas, três esperavam prejuízo, sendo a mais pessimista previsão de perdas em R$ 694 milhões. Com isso, o prejuízo da CSN, de R$ 831 milhões no primeiro trimestre, veio pior que a estimativa mais pessimista do mercado.

O Broadcast considera que o resultado está em linha com as projeções quando a variação para cima ou para baixo é de até 5%.

A diretoria da CSN realiza teleconferência com analistas e investidores para tratar sobre o resultado do primeiro trimestre nesta quinta-feira, 12, às 15h30.