22°
Máx
17°
Min

Custo alto e demanda menor fazem Aurora reduzir produção em linhas de suínos

A Coopercentral Aurora Alimentos, de Chapecó (SC), reduziu a produção em algumas linhas de produtos de suínos e tem atualmente cerca de 700 trabalhadores em férias coletivas. Segundo o vice-presidente da empresa, Neivor Canton, a readequação dos níveis de produção foi necessária em virtude do aumento dos custos e da menor demanda por alguns produtos nos primeiros meses deste ano.

"Percebemos que alguns produtos não têm mais a demanda que tinham antes e observamos o crescimento dos estoques, com a necessidade de estocagem de terceiros", explicou Canton. "Em linha geral, as vendas de produtos de maior valor agregado caíram, enquanto a procura pelos mais baratos aumentou."

Entre os produtos que tiveram produção reduzida estão linguiças e uma linha de presunto e espetinhos, disse o vice-presidente. A redução não deve chegar a 5% do total processado, mas atinge as oito plantas da cooperativa.

A produção pode voltar aos níveis normais caso seja possível repassar o aumento de custo aos consumidores finais, afirmou Canton. Segundo ele, a cooperativa vem tentando aumentar os preços de seus artigos desde janeiro, mas ainda enfrenta resistência, em especial no valor dos suínos. "Acredito que porcentual de alta necessário para absorver esses custos recentes não fique abaixo de 10%", comentou.

Entre os fatores que pesaram sobre os custos, o vice-presidente destacou a valorização do milho em janeiro desde ano, além da alta dos gastos de energia e a folha de pagamento no ano passado.

Canton disse que os esforços para readequar a produção aos níveis atuais de demanda começaram no fim de dezembro de 2015. Ele garante que o tempo das férias coletivas não será superior a 30 dias. "Na prática, o número de funcionários em férias não é significativo, se considerarmos que a Aurora tem quase 27 mil funcionários", ponderou.

Em 2015, a cooperativa abateu e processou 4,5 milhões de suínos. A produção in natura de carnes suínas somou 373,2 mil toneladas, enquanto os industrializados totalizaram 305,5 mil toneladas.