27°
Máx
13°
Min

De olho no exterior, Bovespa segue em queda

A Bovespa dá continuidade às perdas de mais de 3,0% vistas na sexta-feira e cai desde a abertura nesta segunda-feira, 13, em meio ao ambiente de aversão ao risco que predomina no exterior. Preocupações sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia (UE) e a cautela antes das reuniões de política monetária do Federal Reserve e do BoJ, ambas nesta semana, mantêm os investidores longe de ativos de risco e impõem perdas aos mercados acionários na Europa e em Wall Street.

Nesta segunda, pouco antes das 11 horas, o Ibovespa recuava 0,84%, aos 49.006,76 pontos. As ações da Petrobras operam em baixa de 1,27% (ON) e 1,25% (PN), penalizadas pela desvalorização de mais de 1,0% dos preços do petróleo no exterior.

Em Nova York, onde os mercados abriram há instantes, o Dow Jones marcava queda de 0,39%, o S&P 500 perdia 0,36% e o Nasdaq tinha desvalorização de 0,51%. Repercute no exterior uma pesquisa do jornal The Independent que mostrou que 55% dos entrevistados acreditam que o Reino Unido deveria deixar a União Europeia, aumentando a possibilidade do "Brexit" - a saída do país do bloco.

No pano de fundo da cautela externa estão ainda preocupações envolvendo a saúde da economia global, reforçadas por dados da China divulgados nesta madrugada.