22°
Máx
16°
Min

Delta Air Lines volta a operar após grande falha em sistema

A Delta Air Lines, segundo maior companhia aérea dos Estados Unidos por tráfego, afirmou que alguns voos estavam voltando a operar após uma falta de energia ter causado problemas nos computadores globais da empresa e o cancelamento de mais de 300 voos.

Apesar do retorno das operações, a Delta alertou em sua página na internet que os cancelamentos e atrasos irão continuar. A companhia aérea também informou que pode ocorrer algum tempo de atraso na exibição de status precisos de voos no site, aplicativo, representantes nos telefones e nos aeroportos.

No começo desta tarde, a Delta declarou que cancelou 365 voos e operou 1.260 voos, dos cerca de 6 mil voos programados para hoje. A falta de energia atrasou voos que esperavam para decolar, mas aviões em rota operavam normalmente, informou a empresa.

A Delta conseguiu lidar com grandes problemas de energia nos últimos anos, mas o incidente de hoje demonstra a vulnerabilidade de seu sistema e levanta questões sobre como um apagão em Atlanta, local de sua base, pode afetar o sistema global da companhia.

A empresa informou que os problemas com o sistema de computação e com as operações globais começaram com uma queda de energia em Atlanta na madrugada, cerca de 2h30 (hora local).

A empresa está se esforçando para limitar a frustração dos cliente, em parte ao permitir que as pessoas alterem suas reserva sem custo adicional, mesmo se o seu voo não foi cancelado. Mesmo assim, diversos clientes expressaram seu descontentamento.

Às 13h37 (de Brasília), as ações da Delta Air Lines caíam 0,19%. Os papéis da empresa recuaram na semana passada com a divulgação de um balanço que mostrou uma queda maior do que a esperada na receita da unidade de passageiros em julho. As ações da empresas perderam mais de 25% esse ano. Fonte: Dow Jones Newswires.