22°
Máx
14°
Min

Demanda aérea doméstica cai 7,16% em março ante março de 2015, diz Anac

A demanda por transporte aéreo doméstico de passageiros, medida em passageiros-quilômetros pagos transportados (RPK), registrou queda de 7,16% em março em relação ao mesmo mês de 2015, segundo dados compilados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Com isso, a demanda doméstica completou oito meses consecutivos de redução.

Já a oferta, medida em assentos-quilômetros oferecidos (ASK), teve recuo de 7,41% em março, na mesma base de comparação - é a sétima redução seguida. Assim, a taxa de ocupação das aeronaves em voos domésticos (RPK/ASK) atingiu 77,5% em março de 2016, índice levemente superior ao registrado no mesmo mês de 2015, quando a taxa de ocupação doméstica ficou em 77,3%.

De acordo com a Anac, a TAM registrou a maior participação no mercado doméstico em março, com uma fatia de 36,8%. Em sequência, aparecem Gol, com 32,6%, Azul, com 17,8%, e Avianca, com 11,8%. O número de passageiros pagos transportados no mercado doméstico em março atingiu 7,182 milhões, queda de 8,43% em relação ao mesmo mês de 2015.

Entre janeiro e março deste ano, a demanda no segmento doméstico acumula queda de 4,67% em relação ao mesmo intervalo do ano passado, enquanto a oferta apresenta redução de 3,48% - a taxa de ocupação doméstica nos três primeiros meses de 2016 ficou em 79,8%, abaixo dos 80,8% do primeiro trimestre de 2015.

Ao todo, foram transportados 23,144 milhões de passageiros no segmento doméstico nos primeiros três meses do ano, queda de 5,6% ante o primeiro trimestre do ano passado.

Internacional

No segmento internacional, a demanda (em RPK) por transporte aéreo de passageiros das empresas brasileiras caiu 1,16% em março deste ano frente igual mês do ano passado, encerrando um ciclo de 24 meses seguidos de alta.

Já a oferta internacional (em ASK) recuou 3,47% em março, interrompendo uma sequência de 19 altas consecutivas. A taxa de ocupação internacional neste mês ficou em 78% - em março de 2016, a taxa estava em 76,2%.

Em participação de mercado, a TAM seguiu isolada na liderança em março, com 79,4%, enquanto a Gol respondeu por 13,6% e a Azul ficou com 6,9%. No mês, foram transportados 579,1 mil passageiros, alta de 1,87% ante o mesmo período de 2015.

No acumulado dos três primeiros meses de 2016, a demanda internacional registra alta de 3,73% em relação ao mesmo intervalo de 2015, enquanto a oferta avança 2,55% na mesma base de comparação. A taxa de ocupação internacional do primeiro trimestre deste ano ficou em 81,3%, ante 80,4% entre janeiro e março do ano passado.

Ao todo, o segmento internacional transportou 1,935 milhão de passageiros nos primeiros três meses de 2016, alta de 5,89% ante o resultado apurado no mesmo período de 2015.